Laserterapia – Benefícios no tratamento de lesões da pele

ILIB – conheça um pouco mais dos benefícios dessa técnica
outubro 11, 2018

Uma das luzes mais conhecida por todos é a luz do Sol, reconhecemos seus efeitos positivos para o organismo e quanto somos revigorados por alguns minutos de luzes solares.

Não é surpreendente que a terapia com luz seja um dos métodos mais antigos usados pelo homem. Os egípcios chamavam de helioterapia e mais tarde em 1904 o prêmio nobel foi para Nils Finsen que utilizava a luz ultravioleta como terapia.

“O laser é uma solução procurando problema”, foi assim que em 1960 o físico Theodore Harold Maiman (1927-2007) inovou desenvolvendo o primeiro equipamento a LASER (Light Amplifications by Stimulated Emission of Radiation), com o objetivo de fazer cortes, este físico não tinha ideia sobre o que estava desenvolvendo.

Constituindo uma fonte de luz de ondas coerentes, no laser os fótons da mesma dimensão se movem em direção única, com uma dispersão que não ultrapassa uma polegada por quilômetro. A concentração luminosa torna o laser extremamente quente, com a temperatura podendo ultrapassar 30 milhões de graus Celsius, uma intensidade bem superior à do Sol.

Logo após, em 1967, com essa ideia de buscar problemas que poderiam ser solucionados com o LASER, Endre Mester, da Hungria, quis testar se a radiação laser poderia causar câncer em camundongos, para a sua surpresa o pelo do grupo de camundongos tratado com o Laser cresceu e regenerou-se mais rápido que no grupo não tratado. Esta foi a primeira demonstração da “bioestimulação laser”

Atualmente, a terapia com laser de baixa potência (TLBP), sem efeitos térmicos de corte, sem dor, é praticada por profissionais da saúde que buscam em diversas áreas efeitos anti-inflamatórios, analgésicos e regeneração tecidual.

A Laserterapia tem sido utilizada nas diversas áreas da saúde e tem como efeitos acelerar a cicatrização tecidual, modular a inflamação e promover analgesia. Estes efeitos estão associados com a estimulação da microcirculação, efeitos anti-oxidantes, e reativação do potencial respiratório celular promovidos pela radiação Laser em baixa intensidade.

O Tratamento com laser é um método rápido e eficaz, não tem contra indicações, e pode ser feito em conjunto com qualquer outro método de tratamento.

Uma importante indicação do uso do laser é na aceleração da cicatrização de feridas crônicas vasculares, diabéticas e úlceras de pressão (escaras). Além de ajudar em todas as feridas cirúrgicas em pós operatórios.

Conheça esse tratamento na Clinica Lestoma, clique aqui e agende sua consulta.

Por: Marcelo Belussi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *